quinta-feira, 17 de Julho de 2014

I hate you all


Já percebi porque é que o facebook faz as pessoas infelizes. É ver os outros a ir de férias. A sério, não posso mais ver fotos de pés, comida e praias. Será que se divertem ou estão demasiado ocupados a segurar o telemóvel?

segunda-feira, 14 de Julho de 2014

Férias em agosto é um desgosto

Agosto era aquele mês que eu passava alegremente a trabalhar e a ver a decadente volta a portugal ao almoço e ao lanche enquanto aguardava pelas minhas férias em setembro (na semana dos meus anos de preferência), onde normalmente também ia alegremente para fora. Mas desde há uns anos para cá que tenho férias obrigatórios nos primeiros 15 dias de agosto. E assim se derretem metade das minhas férias num mês que sempre detestei por tudo: pelo calor a mais, pelas pessoas a mais e pelo valor a mais com qualidade de férias a menos. 


Em anos anteriores já tentei o norte, já fui para o centro, mas agora queria ir para o sul sem morrer de calor no meio do alentejo (praias fluviais cadê?) mas também sem as multidões do algarve. De repente o País parece-me pequeno e sobrelotado. Porque não ides todos para fora de férias hein?

Coisas que eu nunca faria na televisão e de vestido e vice-versa

Ou como a Halle Berry rules.

isto.

quinta-feira, 10 de Julho de 2014

Nem tanto ao mar nem tanto à terra

daqui

Comprei chia. Se sabe bem? Olhem não me sabe a nada, porque misturo aquilo com o iogurte e aveia e basicamente marchava tudo o que lá pusesse. Mas também me dizem que é muito bom comer soja em vez de leite, que quinoa é que está a dar, que bagas de goji fazem maravilhas e em mil e um cereais e sementes de que nunca ouvi falar.

De repente é preciso um curso para conhecer tudo o que existe para comer. Já não basta comer aveia e trigo, fruta e alface. Não, agora no hype do anti-oxida-e-não-sei-mais-quê só se come de origem exótica: vêm da colômbia, do peru, do méxico, dos himalaias, da china ou do japão. E todas emagrecem, o que também me parece uma coisa um bocadinho injusta. Só os do reino bué bué longe foram abençoados com comida que emagreça de forma mágica (estou à espera que digam que também fazem crescer uns cm, isso seria óptimo), enquanto que nós aqui à beira-mar plantados só nos calhou cenouras e couve galega raios parta.

Já dizia o dalai lama que qualquer religião serve o mesmo objectivo, por isso mais vale ficarmos com a que está mais próxima de nós. Não dá para fazer isso com a comida? Já tou como o outro, a comida anda mais viajada que eu.

sexta-feira, 4 de Julho de 2014

Ignorance is a bliss


Aquele momento em que percebes que o Prince*:
- tem a tua altura;
- tem quase 60 anos.

* que anda a ser ouvido em repeat esta semana

Houston, the cat has a problem


A minha gata é obcecada por comida. Não estou a brincar, é mesmo. Não é fome, é um desespero por comer a toda a hora e todo o instante. Eu não sei se é por ter estado na rua e ter passado fome ou se já era assim, nunca vou saber.

"Todos os gatos são assim".
Não, não são, porque já tive vários gatos e conheço vários outros gatos que por exemplo, conseguem co-existir com uma tigela de biscoitos na cozinha que vão comendo ao longo do dia, quando têm fome. A minha não. Se há biscoitos, é para comer.

"Ah mas ela está sempre à procura de comida porque é um predador, é normal"
(esta foi do veterinário). Pois tá bem, mas até os predadores sossegam quando comem e não estão o dia todo a caminho da cozinha a ver se cai alguma coisa na tigela.

"Ah mas os gatos só comem até estarem cheios, se tem fome dá-lhe de comer."
Ok. Para tirar as teimas pusemos a dose para 4 dias a ver se ela parava quando estivesse cheia. E ela comeu tudo em escassas horas, arrastando-se pela casa nos intervalos. Não sossegou enquanto não viu o fundo à tigela (e depois pediu mais).

"Ah mas se ela nunca fica saciada pode ser a comida que não presta, compra melhor".
A comida é de veterinário e o peso está estável, por isso está a comer o que precisa. E dou-lhe frango e latas de vez em quando para compensar com proteína que os biscoitos possam não ter.

"Ah mas se ela te acorda às 7h para comer, mete-lhe comida na tigela à noite enquanto ela dorme".
Dorme, quê, hein? Ela não dorme enquanto há pessoas acordadas. Porque pessoas acordadas podem ir à cozinha e dar-lhe de comer.

Bom, então recorremos ao plano C ou D ou E, já não sei bem: Alimentador automático com 6 doses. Alguma confusão inicial: agora ela não sabe se corre para a cozinha ou para a máquina. Prevemos que se mantenha baralhada nos próximos meses. Espero que ela se acalme com a certeza de ter sempre ali a máquina e de comer a horas certas, estejamos ou não em casa. Espero não chegar a casa com a máquina virada do avesso. Espero também que pare de me acordar às 7h ao fim de semana e pare de dar saltinhos na cama durante toda a manhã até alguém se levantar. Na pior das hipóteses começa a ronronar à máquina. 

quinta-feira, 3 de Julho de 2014

Quando Deus não dá nozes nem dentes

Stefan Zsaitsits


Visitei um centro de acolhimento temporário. A loucura de brinquedos, cadernos perdidos, livros muito arrumadinhos nas prateleiras (lê-os tu, ora) cabecinhas a olhar para a televisão e lutas na sala do lado não enganam: ali vivem crianças e adolescentes. Muitos. Que estudam, brincam, jogam à bola, fazem surf aos fins-de-semana, brigam com os companheiros de quarto e são arrastados para as aulas como qualquer outro miúdo normal. Mas por algum motivo foram abandonados pela família ou o tribunal decretou que seriam eles a terem que a abandonar.

Apesar do sincero esforço de todos os que se dedicam aqueles miúdos, a palavra temporário diz tudo. É uma casa de acolhimento temporário. Tudo o que a casa dos nossos pais nunca foi. Uns partem para a adopção (com uma bagagem emocional que maioria das famílias não saberão gerir), outros para a autonomização (yei!) e outros voltam para as famílias, se entretanto se tiverem conseguido orientar. Pensar que a minha gata tem mais lar do que algumas crianças é um sentimento difícil de gerir.

quarta-feira, 2 de Julho de 2014

Senhor Doutor preciso de ajuda


E de repente, uma imensa vontade de fazer uma road trip pelos EUA, comer sushi no Japão e ir visitar uma amiga à Austrália.

Raios parta.

terça-feira, 1 de Julho de 2014

Challenge accepted


- Primeira aula de yoga concluída com sucesso.
- Instalei o Endomondo.

First World Teen Problems

Ontem no Arco do Cego.
— "A minha mãe não me deixa ir ao Sudoeste, o meu pai não me deixa ir ao Optimus!"

(também não percebo porquê. se não forem agora, provavelmente não lhes vai apetecer ir daqui a 10 anos. ó para mim, agora nem morta me punha a acampar no maralhal do Sudoeste)

quinta-feira, 12 de Junho de 2014

A tradição já não é o que era


O ano passado passei o Santo António de férias em Aljezur. Hoje vou jantar a Oeiras.
Ó Tóninho, eu prometo que para o ano volto, mas este ano não estou com paciência para a confusão das Festas de Lisboa.

sexta-feira, 6 de Junho de 2014

Bang Bang


Estou a caminho do 8º episódio e logo logo já vou poder voltar a caminhar livremente na rua, dar-me com pessoas, ler blogues e facebook sem medo de saber qual será a próxima tragédia.

(já estou por tudo, já estou preparada para a morte do Tyrion, do resto da família Stark e até dos lobos, só não matem o Jon Snow, não é justo que desapareçam — ou fiquem sem mão — todos os gajos giros da série enquanto florescem mamas a cada episódio).